Talita Pagliarin

Notícias

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Através desta NOTA OFICIAL, quero esclarecer à todos os interessados minha clara e definitiva posição sobre o lamentável episódio ocorrido com os animais que habitavam a casa demolida na Zona Leste de São Paulo.

É meu dever informar, que eu Talita Pagliarin e a Comunidade Cristã Paz e Vida Ministério Zona Sul, igreja à qual pertenço e da qual meus pais (Pr. Hideraldo Pagliarin e Pra. Lêda Pagliarin) são presidentes, não temos absolutamente NENHUMA RELAÇÃO com esse triste fato.

Tenho recebido através das Redes Sociais uma série de reclamações e até algumas acusações, e creio que nesse momento seja importante esclarecer alguns detalhes e fatos à todos que estão direta ou indiretamente envolvidos no ocorrido ou ainda, àqueles que tenham algum interesse e estejam acompanhando o caso:

1-    Não sou responsável pelos atos de terceiros. Mesmo que estes guardem algum grau de parentesco comigo, me reservo o direito de não participar de atitudes tomadas e opiniões expressas que não estejam de acordo com o que acredito. Creio na justiça, e creio ainda que cada um deva responder individualmente pelos próprios atos;

2-    Como Cristã temente à Deus, tenho como regra de fé a Bíblia Sagrada, portanto acredito que é meu dever respeitar toda forma de vida que Deus criou.

3-    Como seres humanos, cremos e estamos sujeitos a duas justiças: a de Deus e a dos Homens. Se houve dolo no episódio da demolição da casa com os animais em seu interior, os responsáveis devem e irão comparecer perante a justiça, além de prestar contas e sofrer as consequências, quer perante a Lei brasileira, quer perante a Lei de Deus;

4-    Comunico ainda, a título de informação, que crio gatos em minha residência. Inclusive não compro animais, adoto. Tenho 2 gatos adotados, a Sophia, uma gata vira-latas preta adotada no Centro de Zoonoses e o Giuseppe, um gato vira-latas resgatado da rua. Eles foram vacinados, medicados, castrados e são diariamente alimentados, bem tratados, recebem assistência médica-veterinária sempre que necessário e convivem dentro de minha casa com minha família.

5-    Para finalizar, como apreciadora de felinos, eu e minha família, colaboramos em particular com ONGs que cuidam e abrigam animais resgatados da rua em situação de risco e somos responsáveis por uma série de animais resgatados da rua e adotados por voluntários, amigos e pessoas da nossa própria família.

São Paulo, 16 de Setembro de 2014.

Pra. Talita Pagliarin

Envie seu comentário